30 de jul de 2009

Crônicas de Arcádia - Fredy

Bom... A gripe me impossibilitou de usar régua e esquadro, toda vez que parava pra tossir a régua já não tava no ponto de fuga, o esquadro já não tava mais em cima da régua, a folha tinha se mexido... Enfim... Não dava pra continuar fazendo os cenários de “Turn to Fall”, resolvi começar a fazer os esboços de uma série mensal que to pensando em fazer (acho que já falei dela um poço dela no post anterior): Crônicas de Arcádia. Como eu disse antes (será q eu disse?) a série será sobre fadas e sua luta pela sobrevivência em dias onde os grandes sonhos da humanidade se foram e ficaram apenas os sonhos de consumo... Apesar da frase pseudo intelectual não será uma serie parada, com recordatórios recheados de reflexões. Meu objetivo e chegar próximo de um “Matrix”, ação, filosofia, tudo com uma roupagem pop, afinal até “O” autor intelectual, experimental, já teve o sonho de escrever uma serie pop, que atinja milhares de leitores! Essa vai ser a minha tentativa. Alem disso tava precisando de um novo desafio, um que não me obrigasse a repensar a historia das HQs e nem me fizesse ver os vários trabalhos (tanto de HQs como de filmes ou livros) que existem por ai.

Depois dessa introdução vamos ao primeiro personagem.

A grande influencia para Fredy são os Red Caps. Vi sobre eles a primeira vez em “Hellboy Edição Histórica nº3”, uma historinha bem curtinha onde Hellboy tem que capturar um destes, vou reproduzir o que eles escreveram no glossário:

Hellboy - Edição Histórica volume 3: O Caixão Acorrentado.

Glossario arcano e referências

Pagina 34

(10) botas-de-ferro – O mito original usado como inspiração por Mike Mignola se chama, na verdade, Boina ou Quepe Vermelho (Red Cap). No Folclore britânico, trata-se de um tipo maligno de anão, duende ou dada, um assassino que costuma habitar ruínas de castelos ao longo da fronteira entre Inglaterra e Escócia, de preferência lugares que tenham sediado batalhas sangrentas ao longo da história. Boinas Vermelhas são muito perigosos e matam viajantes desavisados que se aproximam de seus refúgios. Precisam matar com freqüência, pois usam o sangue das vítimas para molhar suas boinas (daí a origem do nome). Se o sangue secar, o Boina Vermelha é quem morre. São muito rápidos, a despeito do bastão pesado de ferro que carregam e de calçar também botas de ferro. A única maneira de escapar de um deles é recitando passagens da bíblia, o que os faz gritar de agonia e desaparecer, deixando cair um dente no local. Alem de usar a boina molhada de sangue, são descritos como seres diminutos, de cabelos longos e desgrenhados, com olhos vermelhos, garras e dentes protuberantes.

Os Red Caps também aparecem no jogo de RPG “Changeling - The Dreaming” que agrupa uma série de mitos folclóricos (goblins, red caps, orcs, e todo tipo de bicho pequeno e feio) sobre esse nome, como uma raça de criaturas. Uma sacada legal, uma explicação para os diversos mitos parecidos no mundo todo, mas que recebem nomes diferentes. Não vou citar o que está escrito no livro Chageling por que é muita coisa, no Brasil a devir lançou uma versão em português quem quiser procura lá.

Bom, quando se fala em Arcádia e fadas todo mundo logo pensa em um ser bonitinho de asas ou um elfo, belo e orgulhoso, que faz malabarismo até com bolinha de gude... Alem de ser uma coisa manjada não combinava com o mundo que vivemos, um mundo melancólico e decadente requer um herói melancólico e decadente. No mundo de hoje nosso maior medo e ficar sem luz, as pessoas podem dizer que tem medo de serem roubadas, de morrer, de sofrer um acidente, mas convenhamos, as pessoas da classe média tão muito longe disso. A taxa de morte por causas extremas no Brasil é de 72 óbitos por 100 mil habitantes, ou seja, para você conhecer 7 pessoas que morreram de assassinato, acidente de carro ou suicídio você precisa conhecer 10 mil pessoas! Pra você conhecer 1 pessoa que morreu de morte extrema você precisa conhecer mais de mil pessoas. Eu tenho certeza que não conheço mais de mil pessoas. Claro que isso é estática, mas de maneira geral a classe média não tem medo da morte! Isso é um fato! Temos medo de ficar pobre, temos medo de ficar desempregado, temos medo de cortarem nossa internet banda larga. Fredy, antes de todo o progresso chegar, era um símbolo do medo. Mesmo no século 19 com tantas conquistas cientificas Fredy ainda habitava o imaginário das pessoas, eu não tenho dados mas acredito que 90% da população mundial não devia ter acesso a escola... As pessoas acreditavam nas superstições. Hoje se as pessoas o vissem na rua iam pensar que é algum tipo de brincadeira ou campanha de marketing de algum filme ou jogo... ou seja, ele é um ser decadente ele não tem mais função nesse mundo.

Muitas das características folclóricas dele vão ser alteradas. No lugar de botas de ferro vou colocar luvas de ferro (mas isso não quer dizer que todos os red caps que aparecerem na história vão ter luvas no lugar de botas), Alem disso coloquei uma mandíbula de ferro (uma homenagem ao inimigo do James Bond que tinha aquela mandíbula de ferro e ao poder que os red caps tem no livro Chageling de comer qualquer coisa). O detalhe que não sei se altero ou tiro de vez é o fato deles terem que molhar o capuz em sangue. O capuz eu já tirei de vez, no lugar coloquei o cabelo vermelho, mas ainda não sei se mantenho a restrição de precisar de sangue... Já a história sobre passagens bíblicas eu arranquei de vez... Sangue, fugir da bíblia, daqui a pouco ele vai parecer mais um vampiro que um goblin. O estilo do desenho ta bem pro mangá mas a narrativa em si vai ter muitas outras referencias, desde o pessoal independente até um pouco da velha pancadaria inconseqüente, estilo laranja mecânica!

É isso ai! Até mais ver!

2 comentários:

serpentes e punhais disse...

Cheguei aqui procurando info sobre os Red caps, mas adorei o blog! Quero muito ver essa história!

Arackawa disse...

vlw
ainda bem q não desperdicei seu tempo!